Se você é favor do corte de recursos das Universidades, leia.

Antes de tudo, queria te dizer que não sou comunista, não tenho nenhum problema de observar boas práticas internacionais da esquerda e da direita e que é preciso um pouco de estudo, pesquisa e um entendimento do que é a gestão pública para ser “contra ou a favor” de um corte de recursos gigante como foi esse nas Universidades Federais.

A primeira pergunta necessária é “O que aconteceu?”

Aconteceu um bloqueio de 30 % da verba para instituições de ensino federais anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Na prática, o “bloqueio de recursos” é um corte IMEDIADO no orçamento da instituição sem dar chance para que o gestor faça o planejamento para um ano seguinte, nesse caso, temos três contradições e erros terríveis.

  1. Para o melhor planejamento de uma instituição pública, você faz a redução de orçamento para o ano seguinte dando chance de que o gestor faça cortes em áreas específicas com tempo antecipado. Se a gente faz uma divisão proporcional de 100% de um orçamento por 12 meses, significa que a cada mês 8,3% será utilizado (em média). Num rápido cálculo, 4 meses foram cancelados do ano fiscal dessas instituições sem NENHUMA chance de planejamento.
  2. Quando se fala num montante tão grande de recursos, um corte de 30% em instituições que já estão funcionando com orçamentos abaixo da sua necessidade, você poderia optar em fazer uma transição de 5, 6 anos, ou seja, propor que a redução escolhida fosse feita de maneira suave ao longo dos anos.
  3. Essa é a mais importante. É importante pois o corte de 30% não é numa área sem importância. Se trata de um corte na educação que é um INVESTIMENTO PÚBLICO e nesse caso está sendo tratada como GASTO PÚBLICO. A diferença fundamental entre Investimento e Gasto é que nesse caso a educação é uma ferramenta que desenvolve o país gerando retorno econômico com a qualificação da mão de obra e com o desenvolvimento de tecnologia científica e social para o país.

A segunda pergunta é “Qual foi a motivação do corte?”

Segundo o ministro Abraham Weintraub as “Universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas. A lição de casa precisa estar feita: publicação científica, avaliações em dia, estar bem no ranking”. Usando seus argumentos, listo algumas informações necessárias.

  • Desenvolvimento Acadêmico – 20 universidades brasileiras, todas elas públicas, aparecem na CWUR (CWUR World University Rankings), responsável por avaliar as universidades do mundo desde 2012, entre as mil melhores universidades do mundo.
  • Balbúrdia – Segundo o dicionário, balbúrdia significa “confusão, desordem, pandemônio, rebuliço, tumulto”. As universidades não fazem balbúrdias. As universidades são instituições de ensino que são modulares de acordo com a gestão da reitoria e que possuem pessoas de diferentes credos, religiões ou posicionamentos políticos. A livre manifestação de pessoas de esquerda e de direita precisam ser respeitadas e o gosto de um governante não pode ser suficiente para punir uma instituição pública.
  • Publicação científica, avaliações em dia, estar bem no ranking – Segundo o Web of Science, organização internacional de ciências, a USP (que teve cortes) estava em 8º lugar no Ranking de Produção Científica do mundo entre 2013 e 2016. De fato, no ranking de impacto acadêmico, o Brasil vai muito mal, mas quando o resultado educacional é baixo, estamos falando um problema pedagógico e não orçamentário. Se a produção é grande com baixa produtividade e a área é de investimento (educação), temos que mudar a estratégia e não a fonte de recursos.

Mas não falaram que o bloqueio seria para investir no Ensino Básico?

Sim, falaram, mas na prática a ação é diferente. Os dados do Ensino Básico nesse episódio não são de mais orçamento e sim de mais bloqueios. Se você quiser acessar uma matéria com os dados gerais, basta clicar aqui, mas se quiser os números mastigados:

  • 2,1 Bilhões de reais foram cortados das Universidades, ou seja, pela fala do próprio ministro, esse dinheiro poderia ser investido na Educação Básica.
  • Além dos 2,1 bilhões de reais das universidades, a Educação Básica perdeu 914 milhões de reais.
  • 273,3 milhões saíram do programa de apoio à infraestrutura de escolas do ensino básico (dos programas do MEC).
  • 132,6 milhões saíram do programa de apoio à infraestrutura de escolas do ensino básico (dos recursos alocados direto do tesouro).
  • 14 milhões saíram do programa de alfabetização de jovens e adultos.
  • 40 milhões saíram dos programas de capacitação profissional do mesmo público de “alfabetização de jovens e adultos”.
  • Outros recursos foram cortados de outras fontes. Deixei os maiores números.

Pois bem.

Não sei quem é você, onde mora, em quem votou ou se é de Direita ou de Esquerda. Antes de apoiar o seu candidato (agora Presidente), cuide de pensar um pouco mais na repercussão e nos impactos disso. É preciso lembrar que a educação é um investimento importante para o desenvolvimento de um país. Se o Brasil precisar fazer cortes, que faça cortes nos lugares necessários.

O Brasil deixou de arrecadar R$ 354,7 bi com isenções de impostos em 2017, o Brasil gastou 4 trilhões de reais em subsídios nos últimos 15 anos. Não estou defendendo os governos anteriores, pelo contrário, acredito que a maioria dos graves problemas que vivemos hoje estão justamente na dinâmica do nosso passado político, mas isso não justifica que o novo Presidente faça algo muito mais grave que é ignorar a existência da educação como uma ferramenta transformadora na história de TODOS OS PAÍSES.

Não acredito que você seja fascista por defender o corte de 30% nas universidades, mas tenho certeza que está se posicionando de maneira emocionada, equivocada e com poucas informações para concordar com esse projeto de bloqueio orçamentário do Ensino Básico e Superior.

A educação não é gasto. É investimento. Esse corte não é correto!

2 comentários em “Se você é favor do corte de recursos das Universidades, leia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.