Santa Isabel e suas vocações para agricultura.

Conheci Santa Isabel quando tinha 17 anos. Fui visitar um amigo e imediatamente me surpreendi com uma região da cidade que tinha uma característica totalmente diferente dos espaços que eu estava acostumado. No imaginário popular, Santa Isabel, Monjolos, Largo da Ideia e todos os bairros daquela região são um “fim do mundo” para se morar, mas esses lugares podem ser uma saída importante para a recuperação econômica da cidade.

Romario Regis nas Fazendas da Região

É bem verdade que nunca tivemos grandes políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura e pecuária em São Gonçalo. Tivemos alguns bons secretários que fizeram o possível para organizar algo, tivemos a UERJ/FFP com pesquisas importantes na área, mas nada estratégico. Lembro de alguns avanços por parte do ITERJ que tentou desenvolver a região e levar uma Universidade Federal para a Fazenda Engenho Novo, alguns Secretários Municipais dedicados, mas com pouca consolidação.

Santa Isabel pode ser um polo econômico importante para nossa cidade. A maioria da nossa arrecadação é através de IPTU e serviços e consumo. O IPTU tem alta taxa de inadimplência, a população não vê o retorno dos serviços no seu dia a dia e a arrecadação por consumo e serviços é suprimido por conta da gente gastar muito dinheiro fora do município, com isso, o ISS, imposto municipal, fica nas outras cidades.

Um dos Sítios de Santa Isabel

Nessa região existe o desenvolvimento de sítios menores para a produção local, mas sem acesso à crédito, sem investimentos públicos (desoneração de imposto e/ou garantias de compras) e organização urbana para tal, a produção será sempre pulverizada e em pequena escala. Com isso, a região não consegue impactar significativamente a vida econômica do município.

Temos mais de um milhão de habitantes, muita gente comendo, circulando e pouca geração de riqueza a partir das nossas vocações. Não dá para fazer a cidade crescer sem dinheiro. O orçamento de São Gonçalo não chega a um bilhão de reais e o pouco do setor privado que restou na cidade está numa situação difícil por conta da crise econômica dos últimos anos, por conta da quebra do Estado e pela pouca capacidade de compra do consumidor.

Fazenda Engenho Novo
Anúncios

Um comentário em “Santa Isabel e suas vocações para agricultura.

  1. Olá Romário, boa tarde!!! Passe um dia na UERJ, procure sobre a pesquisa que vem sendo feito nessas regiões gonçalenses. Você pode se surpreender. A academia procura cada vez mais sair do prédio físico e apresentar a comunidade as suas atividades, seja com produção de artigos científicos, ou na solução de alguma problemática, ou na captação de recursos… Enfim, a gente entende a importância que uma universidade pública tem no contexto da cidade de São Gonçalo. Vá um dia na ffp, procure os departamentos, os laboratórios, os doutores/doutorandos/mestres/mestrandos/graduandos/secretários/funcionários da ffp e você saberá de muitas coisas em que a UERJ está envolvida aqui em SG. Sei que a divulgação nem sempre chega a todos os lugares, sei da dificuldade e de outros fatores que não deixam a população estar ciente do que é produzido na universidade, mas parados não estamos. Adorei o seu trabalho, São Gonçalo precisa de pessoas assim como vc. Abraço!

    Curtir

Deixe uma resposta para Caroline Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s