Crônicas e Contos

Luiz do Anaia e Lorena do Coroado tiveram seu primeiro beijo no Bloco das Piranhas do Mauá.

Era o primeiro carnaval de Luiz fora do olhar dos pais. Acostumado a viver nos carnavais dos bairros, era a primeira vez que ele visitaria blocos e festas desse período. Luiz era do Francisco de Paula Achilles e participava do Grêmio Estudantil. Depois de longas férias lutando contra o fechamento da escola, enfim um respiro no carnaval. Estava descobrindo a sua adolescência e resolveu ir no Bloco das Piranhas no Mauá. Pintou o cabelo de amarelo, se vestiu de mulher, passou maquiagem e foi.

No caminho pensava na vida e em como seria encontrar os amigos pra curtir o primeiro Bloco das Piranhas do Mauá. Saindo quase do ponto final do Anaia, assistia as pessoas entrando no ônibus com garrafas de Cantina da Serra, Latões de Antártica e fantasias quase sempre muito estranhas.

Passou o SESC e ele desceu.

Andando meio sem jeito e sem localizar os amigos, ia se encantando com o universo do Carnaval. Ambulantes, homens fantasiados de mulher, mulheres fantasiadas de homens, travestis, bêbados e ele lá, parado em frente a Unimed fantasiando o primeiro momento de total liberdade no Carnaval.

Aos poucos os passos iam ganhando um gingado por conta da vodka falsificada , o bolso ia ficando mais leve por conta do furto da carteira que só repararia quando fosse voltar pra casa e a alegria ia se misturando com o suor, purpurina e fedor de mijo da frente da linha de trem…

mas ele parou!

Seus amigos continuaram caminhando e ele parou. Já não sabia mais onde estava por conta de Lorena. Até então ele não sabia seu nome, mas pelo seu olhar parecia que a paixão era antiga. Ele acabado por conta do sol e suor e ela linda com uma garrafa de Mad Dog na mão. Ele de tamanco, asa de borboleta e vestido de pantera. Ela com blusa da 1Kilo, tatuagem na coxa e cabelo black.

Sem jeito, Luiz não sabia como chegar nela. Em 20 minutos, passou 5 vezes e ela já tinha reparado e gostou. Olhares trocados até que ela parou na frente dele, gingou ao som de baile do jaca e beijou. Beijou e beijou, até nenhum dos dois terem mais batom. Foi o primeiro beijo de carnaval de Luiz. Abraçados no meio da multidão e próximos do trio Sakulejo, eles iam rindo sozinhos da situação.

Luiz, sem graça, perguntava “- Qual seu nome?”. Lorena um pouco mais velha e acostumada com o Castelo das Pedras ria da vergonha dele. Lorena então se aproxima, dá o último beijo e pede pra ele anotar seu whatsapp no celular.

“- Anota aí Luiz, o número é …” . Ele anota, sorri e se despede.

Encontrando seus amigos, conta da história, do por quê sumiu e aguarda ansiosamente para chegar em casa e usar o sinal de wi-fi. Luiz chega correndo em casa e liga o celular para mandar mensagem. O whatsapp atualiza e o número de Lorena não aparece. Ele toma banho pra aguardar mais um pouco.

Enquanto isso, Lorena está no UBER com outro cara e contando pra amiga no whatsapp como foi ficar com o menino do Anaia e que passou o telefone errado por que não queria nada com ele.

E assim foi o primeiro beijo entre Lorena e Luiz. Um beijo de Carnaval.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s